As 5 diferenças na venda de imóveis comerciais e residenciais

0

Se você é um corretor de imóveis que quer sair à frente da concorrência e somente oferecer aos seus clientes os melhores produtos disponíveis, precisa aprender as diferenças entre imóveis comerciais e residenciais.

Assim poderá ver qual é o seu perfil como vendedor e atrair clientes que se enquadram melhor no tipo de produto que você está vendendo.

As diferenças entre as modalidades de imóveis residenciais e comerciais são muitas e aqui você conhecerá as 8 mais relevantes, ajudando você a concretizar boas vendas de agora em diante.

O que caracteriza um imóvel comercial de um residencial?

Muitas cidades possuem em seu plano áreas destinadas apenas para residência ou apenas para comércio.

Além deste tipo de definição, um imóvel comercial poderia ser habitado e um imóvel residencial poderia ser convertido em um imóvel comercial, claro, desde que tenha uma permissão, como um alvará de funcionamento por exemplo, veja abaixo 5 diferenças além destas entre os dois tipos de imóveis.

  1. Riscos: Os imóveis comerciais sofrem mais possibilidades de riscos pois dependem da volatilidade do mercado, ou seja, ao vender um imóvel exclusivo para aplicação comercial, você precisará se esforçar para atrair clientes que já estão cientes destes riscos e ainda assim desejam fazer este tipo de investimento, já os imóveis residenciais não oferecem nenhum risco deste tipo a não ser o de desvalorização do imóvel no caso de alguma circunstância imprevista com o passar do tempo.
  2. Renda: Se o seu cliente ainda não decidiu onde irá realizar seu investimento, se em um imóvel residencial ou comercial, considere argumentar que o valor de retorno através de locação para os imóveis comerciais tende a ser mais alto, mesmo apesar dos riscos que o mercado apresenta, ainda assim esta opção poderá ser levada em consideração com empreendimentos que ofereçam menos riscos, como consultórios médicos, odontológicos ou de contadores.
  3. Experiência: Se você tem um cliente que está fazendo seu primeiro investimento, recomende que ele adquira um imóvel residencial ao invés de um imóvel comercial, afinal os riscos, as possibilidades de ter o imóvel vazio por algum tempo e as possibilidades de inadimplência precisam de alguém experiente que saiba lidar e que tenha tempo para tratar sobre todas estas questões.
  4. Contratos: Caso você venda um imóvel para investidores, estes poderão lhe questionar a respeito dos contratos de aluguel que poderão ser firmados tanto na modalidade residencial quanto comercial, então é bom você estar ciente de que o contrato comercial tem um prazo muito maior, podendo chegar a até 20 anos, em contraste com o residencial que muitas vezes é um contrato por tempo indeterminado, ou seja, 3 meses ou 2 anos, sem garantias.
  5. Permissões: As pessoas poderão comprar um imóvel residencial ou comercial sendo elas pessoas físicas ou jurídicas, porém, se o imóvel for alugado por uma pessoa jurídica, ou seja, quem possui um CNPJ, a natureza do aluguel passa a ser “Não Residencial” e está é uma grande diferença entre os imóveis residenciais e comerciais.

 

Você também vai gostar de ler Mais artigos do autor

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.